5 coisas que aumentam o vínculo entre mãe e bebê

Coisas que aumentam o vínculos entre a mãe e o bebê

O vínculo entre mãe e filho é uma das conexões mais fortes na natureza. O sucesso dessa relação permite que o bebê cresça seguro e se desenvolva com mais facilidade. Ao aprender a compreender o choro e as reações do bebê, e ao responder prontamente suas necessidades, a mamãe pode garantir que seu filho tem a melhor base para a vida, o que o tornará confiante, solidário e cheio de empatia.

O verdadeiro vínculo entre mãe e bebê nem sempre acontece instantaneamente, pelo contrário, é o fruto do cuidado diário, da percepção, de muito carinho e de dedicação. As atividades que fortalecem esse vínculo entre mãe e bebê, além de serem benéficas para as crianças, também são essenciais para as mães. Continue a leitura e confira 5 sugestões que podem ajudar!

1. Amamentar

Enquanto alimenta o bebê, a mãe pode aproveitar para prestar atenção nas expressões faciais e na linguagem corporal dele. Nesse momento o bebê aprende que a mãe é uma fonte de cuidado e conforto em que ele pode confiar. O contato íntimo promove essa ligação.

Se você não puder amamentar use a mamadeira como uma oportunidade de se relacionar da mesma forma. Seja qual for o método utilizado, pense nessa hora não apenas como um momento de alimentação, mas como uma oportunidade de se conectar e fortalecer o vínculo entre mãe e bebê.

2. Ouvir as diferenças do choro

Os choros do bebê são a sua própria linguagem. Como não sabem falar, os bebês se comunicam chorando. A mamãe pode aprender a reconhecer seus diferentes tipos de choro e perceber quando ele está com fome, precisa ser trocado ou está apenas querendo um pouco de atenção e carinho.

Ao perceber que a mãe entende o que ele está tentando dizer, o bebê se sente mais seguro e confiante, aumentando sua afinidade com ela.

3. Responder prontamente ao bebê

Ao prestar bastante atenção nas expressões e reações faciais e corporais do bebê, a mãe se torna uma especialista nos seus gostos e desgostos. Pode ser uma canção que faz o bebê se animar, a maneira como ela segura-o, algum barulho que ela faz quando está com ele ou até mesmo sua forma de embalar. A mãe pode ensiná-lo uma canção ou até mesmo criar uma especialmente para os dois.

4. Massagear o bebê

A massagem infantil é uma prática antiga que liga a mamãe ao bebê, relaxa os músculos, aumenta a circulação e reduz o estresse. O toque é fundamental para o desenvolvimento físico e psíquico do bebê, e é essencial para a sua adaptação ao mundo. Além disso, uma massagem 15 minutinhos antes de dormir vai ajudar o bebê a adormecer mais rapidamente e descansar melhor.

5. Usar o sling

Por meio desse acessório, o bebê fica próximo ao peito da mãe, ou seja, não há maneira mais eficaz de promover o vínculo entre os dois. Sentir as batidas do coração, o contato físico e o cheirinho da pele são fatores que acalmam o bebê.

Além disso, o uso do sling ― faixa de tecido que pode ser amarrada ao corpo da mãe ― dá a ela mais mobilidade, afinal, ela consegue carregar o bebê e manter os braços livres.

Ao longo do tempo, a mamãe começa a conhecer melhor o bebê e aprende como deixá-lo confortável. Dessa maneira, o bebê se sente cada vez mais tranquilo para se adaptar ao ambiente tão novo e diferente.

Criar vínculos não é um trabalho apenas para as mães. Ter o apoio do pai ajuda a aliviar o cansaço da mãe e contribui para tornar o bebê mais sensível à presença dele também. Esse vínculo é essencial para tornar uma família unida e feliz.

Gostou das dicas sobre vínculo entre mãe e bebê? Compartilhe suas experiências e tire suas dúvidas, deixando seu comentário no post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *