O que é melhor pós-parto: usar cinta ou calcinha?

O que é melhor pós-parto

Os cuidados com o corpo são uma realidade constante na vida de gestantes e de mães de recém-nascidos, que querem saber como evitar estrias, diminuir os impactos da gestação e manter o corpo bonito. No período de pós-parto, por exemplo, muitas mulheres ficam sem saber se devem usar cinta ou calcinha ― outro cuidado muito comum.

Se você também está nessa situação e quer saber que caminho seguir, não deixe de ler este post até o final!

A cinta pós-parto

A cinta é um item muito comum e é a escolha de grande parte das mulheres, oferecendo conforto depois do nascimento do bebê. É claro que o uso dela não é obrigatório, mas é uma opção muito recomendada.

Ela normalmente é usada de 1 a 3 meses depois do parto, mas isso pode variar muito de acordo com a orientação de cada médico.

Prós

A cinta é uma forma de se movimentar com mais segurança e ajudar na diminuição de edemas (principalmente para as mulheres que tiveram cesáreas). Nesse sentido, o benefício emocional que o uso da cinta traz é outro ponto importante, justamente por essa segurança que ela transmite as mulheres.

Além disso, fica mais fácil manter a coluna ereta e ter o suporte necessário para se movimentar.

Contras

Alguns médicos não indicam esse método por acreditar que a cinta acaba fazendo o papel da musculatura. Assim, o corpo apresenta uma dificuldade maior em voltar ao seu estado normal.

Muitas mulheres acreditam que ela ajude na volta do corpo, forçando o abdômen, o que é um mito: ela não auxilia no processo, mas apenas segura a musculatura.

É bom tomar cuidado também, já que cintas muito apertadas podem ocasionar problemas de circulação ― e até de cicatrização da cesariana.

A calcinha pós-parto

Embora não seja tão comum, as calcinhas pós-parto têm ganhado muita força. Elas não são nada bonitas, é verdade, mas podem ajudar muito no período de recuperação.

Vale lembrar que existem muitas opções: mais baixas, até a cintura, mais firmes e mais flexíveis. Tudo depende do seu gosto, conforto e do que quer “comprimir” nesse momento.

Prós

As calcinhas pós-parto podem promover uma segurança maior no uso do absorvente, uma necessidade para quem acabou de dar a luz e tem que lidar com aquele sangramento incômodo.

Elas também dão mais segurança, mas, dependendo do modelo, você pode continuar estimulando a sua musculatura. Vale lembrar que é bom tomar cuidado, já que os modelos não devem ser muito apertados ou pegar em cima dos pontos, para quem fez cesárea (o que pode comprometer a cicatrização).

Outra vantagem é que elas são consideravelmente mais baratas que as cintas. Uma vantagem notável, não é mesmo?

Contras

Alguns modelos podem prender a barriga ou a região abdominal, então é bom tomar cuidado e conversar com o seu médico para saber qual é a opção mais recomendada.

Além disso, fique atenta e compre os modelos de algodão ou de malha. Algumas opções sintéticas inibem a transpiração e até comprometem a cicatrização, aumentando a concentração de fungos no local.

Como deu para perceber, não importa qual caminho você vai seguir: o bom mesmo é estar confortável no período pós-parto. E você? Já passou ou está passando por esse processo e escolheu uma das duas? Compartilhe sua experiência no espaço abaixo e ajude outras mamães também!

One thought on “O que é melhor pós-parto: usar cinta ou calcinha?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *